segunda-feira, 13 de março de 2017

Católicos Reclamam da Campanha da Fraternidade

"E tomou o Senhor Deus o homem, e o pôs no jardim do Éden para o lavrar e o guardar." Genesis 2,15

Vejo com muita frequência um modismo gerando divisão, desobediência, revolta e muitas outras coisas que certamente não parecem inspiradas por Deus. Vejo Católicos criticando a campanha da fraternidade por defender os biomas brasileiros, será que eles nunca leram a citação bíblica do livro de gênesis acima?

Pessoalmente meu discernimento me previne sobre extremismos, todos eles parecem danosos, e se formos julgar uma árvore pelos frutos como nos ensina Jesus, não vejo bons frutos de se levantar uma bandeira contra a CNBB por ter ódio do PT (Partido dos Trabalhadores no Brasil). 

Também não consigo entender uma religião que me leve a rezar e esquecer de cuidar do próximo, pra mim como dizia São Tiago na sua carta, essa é uma fé morta, uma fé sem obras. Cuidar dos Biomas não é apenas proteger plantas, mas preservar a vida humana como um todo, não adianta lutar contra o aborto e deixar as gerações futuras viverem em rios poluídos, florestas desmatas, sem coisas como saneamento básico. Ignorante é aquele que não percebem que fé e vida devem se misturar. 

Sobre a CNBB, digo que é um órgão reconhecido e valorizado pelo Vaticano e pelo Papa, atacá-la é incentivar a desobediência, e isso não vem de Deus. Ao contrário, contemplando a natureza muitos santos adoravam a Deus, encontrar o criador na criação, e isso não é panteísmo, não é adorar a natureza, mas contemplar na sua formosura traços do seu autor, como alguém que admira um autor através de sua obra. 


Por fim seguir a Campanha da Fraternidade 2017, nada mais é do que "Cuidar do Jardim" como Deus ordenou a Adão, e em nada fere a nossa fé!   

Nenhum comentário:

Postar um comentário